Acerca do projeto

As evidências científicas demonstram a correlação entre um fraco desenvolvimento de certas competências sensoriais, motoras, cognitivas, sociais e emocionais, com dificuldades de aprendizado e, finalmente, com o fracasso escolar.

O (in)school propõe intervir sobre as crianças que frequentam a educação pré-primária e o primeiro ciclo do ensino básico. Esta fase é conhecida por ser fundamental na aprendizagem da escrita, da leitura e do cálculo.

Esta é a maneira de garantir seu sucesso educacional e a inclusão total de alunos e escola.

Enfrentando os desafios existentes


• insucesso e abandono escolar,

• desigualdades socioeconómicas e educativas e

• inclusão de refugiados e minorias étnicas.



Teoria da Justificação

Reconhecer o valor dos programas psicopedagógicos que articulam as atividades de estimulação sensorial e cognitivo-emocional, sendo uma contribuição fundamental para a criança.

O projeto contribuirá para as seguintes áreas prioritárias específicas:

• escrever e ler;

• experimentação científica;

• autonomia;

• desenvolvimento de recursos de ensino-aprendizagem;

• formação de professores e outros técnicos;

• cidadania e sustentabilidade.


Dimensões

• avaliação e construção de perfis de alunos;

• criação de materiais didático-pedagógicos e atividades de estimulação, desenvolvimento sensorial e cognitivo-emocional;

• referencial para a formação de professores, com base nas contribuições da neuropsicologia e neuroeducação a nível europeu.


Resultados

• abordagens inovadoras nos processos de ensino-aprendizagem, baseadas nas contribuições da neuropsicologia e da neuroeducação;

• estratégias inovadoras no ensino e treinamento de educadores e professores, na dimensão inclusiva, na igualdade de oportunidades para obter sucesso e na escola democrática.